SERVIÇOS TÉCNICOS

Possuímos uma equipe com muita experiencia, altamente especializada, que acompanha todo o processo de construção, desde a ideia inicial até à entrega final das chaves do empreendimento.

Arquitetura

Projetos, estudos diversos, NBR 15.575.

Engenharia

Projetos diversos, estudos e laudos técnicos.

Gerenciamento e Fiscalização

Gerenciamento e fiscalização de obras.

Acondicionamento térmico

Projeto, estudos e laudos técnicos.

Acondicionamento acústico

Projeto, estudos e laudos técnicos.

APOIO TÉCNICO

Estudos de viabilidade financeira, compatibilização de projetos, processos de contratação pública e privada, análise de projetos, orçamentos e cronogramas de obra.

GERENCIAMENTO E FISCALIZAÇÃO DE OBRAS

O primeiro e fundamental ponto a frisar é que, definitivamente, gerenciar e fiscalizar são atividades diferentes. De forma resumida, podemos nos referir ao gerenciamento de obras como um processo que abarca o planejamento, direção, coordenação, controle e comando centralizado das atividades necessárias à implantação de um empreendimento, ou seja, gerenciar uma obra é ter a visão administrativa global do canteiro. 

Por outro lado, fiscalizar é uma atuação mais relacionada à noção de auditoria. Em geral, o fiscal se resume a verificar se as etapas planejadas estão sendo cumpridas e se o orçamento previsto vem se cumprindo. É um trabalho de supervisão que, apesar de pautado na fundamental documentação e geração de relatórios de acompanhamento, fica descolado de atividades administrativas ou gerenciais. A resolução nº 1010 do CONFEA define a fiscalização de obra ou serviço como a atividade que envolve a inspeção e o controle técnico-sistemáticos do processo, com a finalidade de examinar ou verificar se sua execução obedece ao projeto e às especificações e prazos estabelecidos. Assim, é indispensável que o fiscal de obras seja capacitado e entenda, além da dinâmica para a execução do projeto, as normas e legislações a serem cumpridas.

A contratação de uma equipa de Gerenciamento ou Fiscalização qualificada constitui, a todos os níveis, uma vantagem para quem paga, independentemente da dimensão e tipo de obra que este pretenda promover. Conhecedora do mercado da construção, estas entidades tem condições para garantir ao Dono da Obra:

  • Uma melhor contratação da obra;
  • A maximização da qualidade global da obra;
  • A minimização dos custos globais para o nível de qualidade especificado em projeto;
  • O controle de prazos de execução.

Os grandes empreendedores e as construtoras mais importantes do país já entenderam que com o planejamento, o gerenciamento de projetos e obras e fiscalização "in situ", os resultados para seus negócios são melhores, na medida em que há mais racionalização e controle na execução, resultando em um produto final de melhor qualidade.